Verifico que, tantas vezes alegre, tantas vezes contente, estou sempre triste.Não há sossego - e, ai de mim!, nem sequer há desejo de o ter.
Bernardo Soares



foto: Sergey Maximishin

Sem comentários:

Enviar um comentário

--