4:30 e não vem o sono. Já cansa. chateia. Chateio-me. Chateio-me comigo.
Tenho tanta coisa para te dizer, nem fazes ideia..tenho tanta coisa pra fazer ainda, nem sei bem por onde começar.. sinto-me a adiar!
A adiar o meu corpo, o meu sangue, os meus ossos. Sinto-me arrastada pelas horas. Sinto-me desfocada deste tempo. Desta vida. Sou tão cobarde! Tão criança.
Hei-de morrer assim: triste, com os sonhos ainda escritos em papeis e deixados na ultima página do diário.
Engraçado, sou tão nova, não sei nada, e já falo da morte.
Tenho um grande ego, de facto.

1 comentário:

  1. É tão bom quando leio um texto que se identifica tanto, mas tanto comigo.
    Isto acontece-me várias vezes, o não ter sono, o ficar chateado, em ter sonhos que ficaram pelo papel, em morrer, enfim...
    Seria caso para dizer "I'm not the only one..." ?!
    Parabéns pelo blog, apenas ADORO! Xx

    ResponderEliminar

--