Quase que chorei .

Começo a conhecer-me. Não existo.
Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,
ou metade desse intervalo, porque também há vida …
Sou isso, enfim …
Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor.
Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.
É um universo barato.
 Álvaro de Campos

 É talvez o último dia da minha vida.
Saudei o sol, levantando a mão direita,
Mas não o saudei, dizendo-lhe adeus.
Fiz sinal de gostar de o ver ainda, mais nada. 
Fernando Pessoa, os seus últimos versos, escritos (ditados) no dia anterior ao da sua morte

 Contudo, todos nós precisamos de uma fuga. As horas são longas e têm de ser preenchidas de algum modo, até a nossa morte. E simplesmente não há muita glória e sensação para ajudar. Tudo se torna chato e mortal. Acordamos de manhã, metemos os pés fora da cama, colocamo-los no chão e pensamos ‘ah, merda, e agora?
 Charles Bukowski


 Escrevo, triste, no meu quarto quieto, sozinho como sempre tenho sido, sozinho como sempre serei.
 Bernardo Soares

Justin Vernon 

Sem comentários:

Enviar um comentário

--