PORTUGAL 1958 
Photo: Edouard Boubat 

Só queremos saber se és a mesma que vimos partir. Não existe mundo lá fora que te possa destruir. Da próxima vez, não vás sem deixar destino ou direcção. Se houver próxima vez não esqueças leva contigo recordação, e um beijo pendurado ao peito do teu coração.
Luís Represas

Por que é que havia de me sentir sozinho? Raras vezes na minha vida, desde que me lembro de mim, tive um sentimento de solidão. E não me sinto mal na minha companhia, divertimo-nos muito os dois, eu e eu. Não me aborreço. 
 António Lobo Antunes

Sem comentários:

Enviar um comentário

--